Vício em redes sociais Por: Juliana Gebrim

Você sabia que o vício em redes sociais pode te atrapalhar nos estudos e te levar à reprovação? A palavra VÍCIO em redes sociais (IG, FACEBOOK) faz parte de muitos contextos na nossa vida atualmente. A questão do ABUSO nas redes sociais tem ocasionado enormes danos por anos – e muitas vezes irreversíveis – na vida do indivíduo.

Em toda situação em nossas vidas devemos ter a dose certa quanto ao uso e ao abuso. Isso irá caracterizar a dependência. O abuso sempre terá referência quanto à frequência (todos os dias), à intensidade (quantas horas por dia) e ao nível de tolerância (um aumento de cada vez mais horas necessárias para suprir o quadro).

Em nenhum momento irei questionar o papel positivo que a internet também possui, como a conexão com pessoas do mundo todo (eu tenho pacientes que moram no exterior), informações a respeito de tudo (não que sejam todas reais), aulas online e dicas para concurso (o nosso objetivo aqui nesta plataforma maravilhosa), acesso a histórias motivadoras de pessoas que já passaram em concursos, dentre outros ganhos, que são imensuráveis.

Pessoas que trabalham com internet podem também sofrer desse mal, muitas vezes “mascarado” pela questão do trabalho.

Caso isso não seja dosado na medida certa, iremos virar uma plateia para aplaudir os outros ou, inevitavelmente, seremos invejosos dos ganhos alheios, justamente por não vivermos a nossa própria vida no mundo real.

Já está comprovado cientificamente que pessoas que são viciadas em redes possuem sentimentos de solidão, ansiedade, depressão. O tédio também ajuda no processo do vício. A procrastinação também está intimamente associada. Processos de baixa autoestima são iniciados nessa situação de comparar a vida com a de outras pessoas – principalmente pelo fato de a maioria esmagadora não postar a realidade e não ter quase nenhuma prática daquilo que postam.

O vício também está relacionado a uma perda da noção do tempo, retirada de foco nos relacionamentos pessoais e em tarefas que são fundamentais para colocarmos os nossos sonhos em dia. O isolamento social pode levar a um estado de fadiga sem explicação, visto que a pessoa está parada, mas com o cérebro em constante movimento (na vida dos outros).

Clinicamente, o abuso está bem próximo dos efeitos de substâncias químicas, algo já comprovado cientificamente. Ao se afastarem por um tempo, pessoas apresentam quadros parecidos com o de abstinência, como raiva, tensão ou depressão. Entrar em redes e aguardar curtidas ou comentários é semelhante à fase de “fissura” com drogas.

No nosso divã do dia 20, iremos identificar MUITOS mecanismos psicológicos atrelados a esse tipo de vício e desmantelá-los.

A sensação de quando você se liberta dessa dependência é de uma melhora clara na sua saúde mental e na qualidade de vida. Essa retomada das rédeas faz com que a sensação de segurança seja restaurada. É uma enorme satisfação.

Como lidar com tais questões?

Algumas dicas e muitas outras que você irá conferir no nosso divã do concurseiro:

*Não negue o problema. Isso dificulta qualquer mudança.

Qual a origem do seu vício? Carência, solidão, depressão, ansiedade, autoafirmação social ou outro aspecto?

Avalie a frequência com que posta algo e se houve necessidade. Postar fotos de algumas questões são desnecessárias.

Baixe aplicativos para detectar o tempo perdido. Vejo estudantes que passam 4 horas no Instagram por dia. Isso pode ser chocante para você ao perceber o quanto poderia estar estudando.

Entre somente quando as responsabilidades forem concluídas. Defina um limite.

Tire a barra de notificações.

Tire a cor da tela. A cor chama a atenção do nosso cérebro.

Exclua pessoas que você segue e que não se adequem àquilo que você quer no momento.

Ligue para as pessoas em casos de urgência ao invés de entrar em conversas, se distrair e começar a navegar.

Procure de forma gradativa ir diminuindo o tempo de entrada nas redes.

Treine em dizer não para a tentativa de entrar a todo momento ou coloque uma determinada hora do dia só para entrar.

Se algumas dessas dicas não derem certo, procure então desativar a rede. Muitas pessoas que estudam não sabem lidar com essa liberdade no tempo e se prejudicam.

Sessões com um psicólogo podem ajudar muito, assim saberemos a raiz do vício, entender como ele funciona e entender o porquê de estar agindo assim. Existem vários motivos, dentre eles o medo de não passar, o desejo de se desconectar da vida real, a dificuldade em estabelecer relacionamentos fora da rede ou a até mesmo uma constante busca por um ideal de perfeição e aprovação para se alimentar (com uma colher vazia).

Depois de descoberto o motivo, é muito mais fácil tratar o problema. Inicialmente não será fácil.

Aguardo vocês no divã do concurseiro, em um momento só para a emoção de vocês e para desvendarem gatilhos psicológicos e mais questões a respeito do abuso nas redes.

Dia 20/08 às 19h. Aguardo vocês!

Preencha o formulário abaixo para se inscrever:

Juliana Gebrim

Psicóloga clínica e neuropsicóloga conhecida e reconhecida por seu trabalho e palestras em todo o Brasil. Inúmeras especializações. Psicóloga clínica (UNB – Universidade de Brasília). Mestrado (UNB). Trabalho de 2 anos com o gênio Luiz Pasquali (LABPAM-UNB). Neuropsicóloga (IPAF-Instituto de Psicologia Aplicada e Formação de Portugal). Terapeuta com certificado internacional pelo Institute EMDRIA e EMDR Ibero-Americano-Francine Shapiro-(EUA). Terapeuta especialista em Brainspotting com David Grand(CA-EUA). Psicóloga perita(UNB-CEFTRU). Psicóloga especialista em Play of Life com CarlosRaimundo (Austrália). Terapeuta especialista em Barras de Access Conciousness com Jeffrey L. Fannin. Especialista em Thetahealing com Leonardo Codignoli(Brasília). Especialista em PMK(Psicodiagnóstico Miocinético). Experiência de 20 anos em psicoterapia,sendo 10 anos atuando em ambulatório e hospital-dia psiquiátrico(CAAP-VIDA). PRIMEIRA e ÚNICA psicóloga no BRASIL a fazer uma teoria usada em clínica , e patenteada em 5 esferas, sobre EQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS. Trabalho com dezenas de resultados e amplamente divulgado em todo o Brasil, pelos pacientes. Palestrante, professora de EQUILÍBRIO EMOCIONAL PARA CONCURSOS PÚBLICOS,em vários cursinhos preparatórios. Palestra já vista por mais de 20 mil pessoas. Programa na plataforma do Gran Cursos Online: Divã do Concurseiro.

Quer garantir a sua aprovação em Concursos? Prepare-se com quem mais entende do assunto!
Estude onde, quando, como quiser e em até 12x sem juros!

Cursos Online para concursos

Quer ficar por dentro dos concursos abertos e previstos? Clique nos links abaixo:

CONCURSOS ABERTOS

CONCURSOS 2019

CONCURSOS 2020

Receba gratuitamente no seu celular as principais notícias do mundo dos concursos!
Clique no link abaixo e inscreva-se gratuitamente:

WHATSAPP GCO

The post Vício em redes sociais Por: Juliana Gebrim appeared first on Blog Gran Cursos Online.

Matéria completa na fonte :: https://blog.grancursosonline.com.br/vicio-em-redes-sociais/

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *