Conceito de catálogo

A palavra grega ” katálogos”, que pode ser traduzida como “lista”, chegou ao latim como “catalŏgu”. Deste termo, procede o termo português catálogo: um registro que apresenta, de maneira ordenada, descrições e dados gerais de indivíduos, objetos, documentos ou outras coisas que mantêm algum tipo de vínculo entre si.

Por exemplo: “Verei no catálogo se temos um livro desse autor”, “De acordo com o catálogo, essas calças estão disponíveis em preto, branco, azul e verde”, “Durante anos, vivi com os rendimentos obtidos graças às vendas por catálogo”.

Os catálogos destinam-se a facilitar o acesso a um determinado elemento. Uma biblioteca, para citar um caso, pode ter um catálogo digital com informações sobre seus livros, incluindo a localização de cada exemplar. Assim, quando uma pessoa pergunta sobre a disponibilidade de um livro, o bibliotecário pode consultar o catálogo para descobrir se a obra em questão faz parte da biblioteca e onde está depositada.

Muitas lojas também têm catálogos para procurar seus produtos. Esses catálogos podem ser entregues a potenciais compradores, para que eles mesmos conheçam a oferta comercial do estabelecimento. Um fabricante de telefones celulares (móveis) pode distribuir catálogos com todos os seus modelos, preços e como comprá-los.

Por outro lado, existe uma modalidade comercial, conhecida como venda por catálogo. É um sistema baseado na entrega de catálogos para que o comprador selecione os produtos e os solicite por telefone ou Internet. Depois de fazer o pedido e definir o método de pagamento, a pessoa recebe a compra em sua casa.

Matéria completa na fonte :: https://conceito.de/catalogo

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *