Conceito de camisa

A origem etimológica de camisa encontra-se na palavra do latim tardio “camisia”, que por sua vez teve origem na língua celta. O conceito permite nomear uma peça de vestuário que tem botões e gola, e se utiliza para cobrir o tronco.

Por exemplo: “Não sei que camisa vou usar no jantar esta noite”, “Vou dar uma camisa ao meu cunhado pelo seu aniversário”, “Este meio-dia manchei a camisa nova com óleo”.

Os botões da camisa costumam encontrar-se na parte dianteira da peça. Normalmente, as camisas têm manga comprida, embora haja camisas sem mangas ou mangas curtas. Quando as camisas são para o sexo feminino, elas são chamadas de blusas.

Existem muitos tipos de camisas. Uma distinção que pode ser feita baseia-se na existência ou não de mangas. Além disso, pode-se diferenciar entre camisas formais (muitas vezes usadas com gravata e jaqueta) e camisas casuais (adequadas para uso com jeans, para citar uma possibilidade).

Em um contexto político, a camisa é muitas vezes um uniforme que permite identificar os adeptos de um movimento ou partido. Neste contexto, conheciam-se como camisas negras os integrantes das milícias do fascismo italiano. Entre os anos 1920 e 1940, os membros das camisas negras foram dirigidos pelo ditador Benito Mussolini para realizar todos os tipos de atos violentos.

Também na Itália, ele chamou camisas vermelhas aos fãs de Giuseppe Garibaldi. Este político e militar impulsionou várias campanhas revolucionárias.

Matéria completa na fonte :: https://conceito.de/camisa

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *