STJ anula julgamento em que desembargador chamou réu de “animal”

O uso de palavras desrespeitosas sobre o réu configura nulidade por parcialidade do julgador, mesmo que não tenham sido registradas por escrito no voto proferido. Ainda que nenhum juiz seja axiologicamentre neutro, não se pode negar que o envolvimento emocional com o fato apurado pode interferir …

Matéria completa na fonte :: https://www.conjur.com.br/2022-mai-03/stj-anula-julgamento-desembargador-chamou-reu-animal2

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.