Número de passageiros em voos internacionais é recorde para novembro

Demanda internacional aumentou 8,3% e oferta cresceu 1% no mês passado. Já a demanda por voos domésticos teve o 16º mês consecutivo de queda em novembro.

Apesar do 16º mês consecutivo de queda na demanda por voos domésticos, as empresas aéreas brasileiras registraram em novembro alta na demanda e na oferta de voos internacionais, informou nesta segunda-feira (26/12) a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

No mês passado, empresas brasileiras transportaram 623,6 mil passageiros no mercado internacional, o maior número para o mês desde o início da série histórica, em 2000. A demanda do transporte aéreo internacional, que leva em consideração o número de passageiros e a distância percorrida, registrou aumento de 8,3%, em comparação com novembro de 2015. E após oito meses de queda, a oferta internacional apresentou crescimento de 1% no mesmo período.

Entretanto, no acumulado de janeiro a novembro de 2016 a demanda por voos internacional caiu 0,8% em relação ao mesmo período de 2015. A oferta internacional caiu 3,7%, na mesma comparação. De janeiro a novembro de 2016, a quantidade de passageiros transportados acumulou alta de 2,5% em relação ao mesmo período do ano anterior, passado de 6,6 milhões para 6,8 milhões.

Mercado doméstico

A demanda por voos domésticos caiu 2,1% em novembro, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foi o 16º mês consecutivo de queda. Já a oferta de voos domésticos caiu 5,5%. Foi a 15ª queda seguida na oferta.

No acumulado de janeiro a novembro, tanto a demanda quanto a oferta de voos domésticos apresentaram retração de 6%.

No mês passado, Avianca e Gol registraram crescimento na demanda doméstica, de 15,9% e de 0,7%, respectivamente. A Azul registrou queda de 1% e, a Latam, de 8,9%. Segundo a Anac, a Avianca foi a única, entre as principais companhias aéreas brasileiras, que ofertou mais voos em novembro deste ano comparado com o mesmo mês do ano passado. A oferta cresceu 16,7%.

Passageiros e ocupação

As empresas aéreas brasileiras transportaram, em novembro, 7,2 milhões de passageiros, uma queda de 412 mil passageiros em relação a novembro de 2015. No acumulado do ano até novembro, o número de passageiros caiu de 87,7 milhões para 80,6 milhões, uma redução de 7,1 milhões.

A taxa de aproveitamento dos assentos das aeronaves em voos internacionais de passageiros operados por empresas brasileiras foi de 84,9% em novembro de 2016, contra 79,2% no mesmo mês de 2015.

Já nos voos nacionais a taxa de aproveitamento dos voos foi de 80,7%, o que representou um aumento na comparação com 2015, quando a taxa de ocupação foi de 77,9%.


fonte: G1

Source:: Direito Aeronautico

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *