Em alusão ao 1º de maio, presidente do IAB defende políticas públicas de valorização do trabalho formal

“Neste momento em que vivemos a precarização das relações de trabalho e a vertiginosa alta da inflação, com claros prejuízos à classe trabalhadora, que já sofre com as consequências da crise sanitária, a celebração do Dia do Trabalho renova a premência da retomada de políticas públicas de valorização do trabalho formal e alternativas à empregabilidade, para alívio da crise social.” A afirmação foi feita pelo presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Sydney Sanches, neste domingo (1º/5), data em que o Dia do Trabalho é comemorado em diversos países.

A origem da efeméride remonta ao dia 1º de maio de 1886, quando milhares de trabalhadores foram para a Haymarket Square, em Chicago (EUA), reivindicar a redução da jornada de trabalho de 13 horas para oito horas diárias e acabaram em confronto com as forças policiais. O episódio ficou conhecido como Revolta de Haymarket, deixando quatro mortos, dezenas de feridos e centenas de manifestantes presos.

Em homenagem à luta dos trabalhadores de Chicago pela jornada de oito horas e à memória dos mortos, a Internacional Socialista proclamou o 1º de maio como o Dia Internacional dos Trabalhadores. No Brasil, o Dia do Trabalhador só foi reconhecido em 26 de setembro de 1924, por meio do Decreto 4.859, assinado pelo então presidente da República, Artur Bernardes.

Fonte IAB

O post Em alusão ao 1º de maio, presidente do IAB defende políticas públicas de valorização do trabalho formal apareceu primeiro em Estado de Direito.

Matéria completa na fonte :: http://estadodedireito.com.br/em-alusao-ao-1o-de-maio-presidente-do-iab-defende-politicas-publicas-de-valorizacao-do-trabalho-formal/

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.