Conceito de bambu

Com origem etimológica na língua portuguesa, o termo bambu refere-se a uma planta que é nativa da Índia e pertence ao grupo familiar das gramíneas. Os seus caules podem atingir uma altura de cerca de vinte metros, sendo utilizadas para a produção de diferentes objetos graças à sua resistência.

Os bambus têm diferentes tipos de folhas dependendo da sua origem. Enquanto as folhas do caule são acastanhadas, aquelas que crescem nos galhos têm um tom esverdeado. Sua floração, por outro lado, é incomum.

A principal característica do bambu é que cresce muito rápido. Esta capacidade de reprodução faz com que seja considerado um material ecológico para fabricação e construção, pois é um recurso que se renova quase constantemente.

O bambu tem vários usos. Um dos mais comuns é a construção de móveis: cadeiras, mesas, camas, etc. Também se pode construir casas de bambu, com paredes e tetos deste material. Chapéus, sandálias e cestos são outros produtos que são feitos com esta planta.

Por outro lado, quando é processado e a sua polpa é obtida, o bambu pode ser utilizado para a produção de papelão, papel e fibras têxteis. Esta versatilidade levou o homem a cultivar bambu em ambientes artificiais, como estufas e laboratórios.

Além do que é feito pelos humanos, os animais também fazem uso do bambu. Esta planta, por exemplo, é o principal componente da dieta dos pandas.

Matéria completa na fonte :: https://conceito.de/bambu

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *