Conceito de argumentação

argumentação

Argumentação é o ato de argumentar com o objetivo de tentar convencer uma pessoa ou grupo de pessoas. Também se pode dizer do ato de afirmar algo e usar justificativas para tentar convencer outras pessoas a acreditarem naquilo.

A argumentação tem o objetivo de convencer

O termo é derivado do latim “arguere“, que significa apresentar antes de comprovar.

Tomemos como exemplo um motorista que percorre uma estrada a 120 km por hora, mas depois surge uma placa indicando que a velocidade permitida agora é de 90 km por hora, ou seja, ele deve reduzir, contudo ele continua a 120 km, sendo em seguida parado por um fiscal de trânsito que está a ponto de aplicar-lhe uma multa. Mas esse motorista tenta argumentar dizendo que não viu a placa e inventando mais uma série de desculpas para não se multado.

Nesse exemplo acima podemos ver a argumentação como o ato de tentar convencer sobre algum fato em que a própria pessoa acredita ser o certo.

A argumentação é comum também em debates políticos, onde os candidatos trazem, cada um, seus pontos e vista sobre temas que interessam a sociedade.

Argumento de venda

É bastante comum que a argumentação surja em vendas, tanto no caso de uma empresa querer vender seu produto, como também no caso de um empresário decidir vender sua empresa e, para isso, usa argumentos convincentes para conseguir que um interessado confie que a compra daquele negócio seria a melhor escolha.

Texto argumentativo

Um texto argumentativo é aquele que busca defender uma ideia. O uso desse é comum, por exemplo, em trabalhos de conclusão do curso, o famoso TCC no Brasil, onde o estudante deve realizar uma tese sobre algo relacionado ao curso que ele faz. Mas nem todos os cursos exigem o TCC.

Os textos argumentativos evidenciam a opinião do autor, onde esse deixa explícito o seu ponto de vista sobre algo em que acredita. E com isso esse autor ainda consegue fazer com que o leitor ou ouvinte acabe por aceitar e até mesmo defender também as suas ideias.

Estrutura do texto argumentativo

Num texto argumentativo é crucial que haja os seguintes elementos o compondo:

– A tese: essa é a ideia central que será defendida pelo autor do texto. Aqui o autor apresenta o seu ponto de vista, o explicando em mais detalhes. É aqui onde o leitor saberá qual o propósito do texto;

– Os argumentos: esses serão os responsáveis por ajudar na sustentação da tese do autor;

– Por fim, há ainda a conclusão desse texto argumentativo.

Posto isso, há alguns recursos que se pode usar para a elaboração de um texto argumentativo, tais como: analogia (estabelecendo similaridades entre situações que até então eram distintas), prolepse (a antecipação dos argumentos do leitor, quebrando objeções), entre outras.

O texto argumentativo ainda usa outro recurso que é apelar para o emocional do leitor/ouvinte. O objetivo com isso é mexer com os sentimentos de quem lê ou ouve esse texto. Mas para isso é necessário conhecer as dores de quem lerá o texto (é comum o uso desse recurso para textos com o objetivo de realizar vendas).

Tipos de argumentos

conceito de argumentação
Existem diferentes tipos de argumentações relacionados a elaboração de textos

Ainda falando sobre argumentação no que diz respeito a elaboração de textos, podemos ter: argumento de autoridade, de ilustração e também por lógica.

Sobre o argumento de autoridade, é comum que ele seja usado em trabalhos de faculdade quando um aluno realiza uma pesquisa e deve colocar a fonte, que pode ser uma instituição, um pesquisador, etc. É comum também que haja esse tipo em matérias de jornal, a fim de atestar a veracidade dos fatores que são apresentados.

Enquanto que o argumento de ilustração é aquele onde se usam exemplos para comparar situações, por exemplo: podemos citar o fato de uma pessoa não lavar as mãos adequadamente e, com isso, ela tenha ficado muito doente e ainda feito com que os membros da sua família também ficassem doentes. Essa foi uma ilustração para mostrar o quão importante é a higienização das mãos. É comum que essa argumentação seja usada em vendas, para ajudar crianças a entenderem algum tema complexo ou sobre a importância de um ato, etc.

Por fim, o argumento por lógica é aquele que usa a lógica para sustentar uma ideia. Veja um exemplo desse tipo de argumento: “todo felino possui pelo, o tigre é um felino, por tanto ele também possui pelo”. Esse é um exemplo de argumento que usa a lógica para tentar convencer sobre algo. Mas não é necessário que o texto seja estruturado apenas com premissas e conclusões, a divisão por causa e condicionalidade, por exemplo, é outra forma de fazer isso.

“Sem argumentos”

A expressão “sem argumentos” é usada quando uma pessoa se encontra diante de uma situação que lhe deixa espantada, sem palavras, ou quando ela fica muito desapontada com alguém, por exemplo:

– Ontem eu vi o Márcio saindo com a ex-namorada que ele insistia em dizer que não valia a pena, fiquem sem argumentos diante daquela cena;

– Essa situação é realmente desnecessária, me deixou sem argumentos.

Matéria completa na fonte :: https://conceito.de/argumentacao

      

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.